A linha de pesquisa Estudos Organizacionais, Trabalho e Pessoas (EOTP) se caracteriza pela realização de estudos teóricos e empíricos de caráter predominantemente reflexivo, crítico e interdisciplinar. Em torno das noções de organização, trabalho e pessoas, os integrantes desta linha de pesquisa procuram articular, sob viariados prismas de análise, diversas categorias constitutivas desse universo, compreendendo as múltiplas interfaces entre organizações, trabalho e pessoas em sociedade.

 

NÚCLEOS DE PESQUISA E CAMPOS TEMÁTICOS

 

 

  * Núcleo de Estudos Organizacionais e Sociedade (NEOS)

Grupo dialógico e polifônico, cujos temas evidenciam uma insurreição de saberes sujeitados pelo mainstream da Administração, comumente desqualificados ao longo da história, o Núcleo de Estudos Organizacionais e Sociedade (NEOS) se preocupa com os saberes locais, descontínuos, desqualificados, não legitimados e, portanto, contra os discursos unitários e universais. Está aberto a novas temáticas, sem privilegiar uma abordagem teórica ou epistemológica específica, mas trazendo sempre um olhar questionador. A atenção do pesquisador não está focada em uma ou outra organização particular, mas nas relações da(s) organização(ões) com a vida organizada; considerando esta vida como constituída historicamente, e como resultante de múltiplas relações de poder que perpassam, caracterizam e constituem o corpo social.

 Os principais campos temáticos atuais são:

  • Cotidiano e Trabalho
  • Cultura do Management
  • Discursos e Práticas Discursivas
  • Diversidade e Diferenças
  • Economia Criativa
  • Estratégias e Táticas como Práticas Sociais
  • História e Memória
  • Práticas
  • Relações de Poder e Governamentabilidade
  • Simbolismo Organizacional

 Professores do programa que compõem o Núcleo de Estudos Organizacionais e Sociedade (NEOS):

  • Alexandre de Pádua Carrieri
  • Cristiana Trindade Ituassu
  • Luiz Alex Silva Saraiva

 

*  Núcleo de Estudos Críticos Trabalho e Marxologia (NEC-TRAMA)

É um grupo de pesquisa que se dedica a compreender as múltiplas particularidades constituintes da totalidade que são as relações sociais sob o modo de produção capitalista. O materialismo histórico e o estudo das obras de Karl Marx, Friedrich Engels e outros marxistas de vulto são pontos de apoio para a compreensão da realidade social no Século XXI. Nosso compromisso é com a produção de um conhecimento que colabora com a construção de possibilidades de a classe trabalhadora tornar-se sujeito histórico na luta de classes, visando uma sociabilidade emancipada. Para tanto, as pesquisadoras e pesquisadores do grupo dedicam-se ao estudo das seguintes temáticas:

  •  Trabalho, Lei do valor e a Financeirização da economia.
  • Avanços Tecnológicos e as Relações Capital-Trabalho.
  • Estado e as Relações de Classe.
  • Esferas Produtivas Ideológicas (culturais, religiosas, educacionais) e a Consciência de Classe.
  • Ciência sob o Capital e Ciência Emancipatória: Discussões Ontológicas- Epistemológicas para ums Crítica da Ciência Administrativa.
  • Classes sociais e as lutas contra as opressões.
  • Condições da Classe Trabalhadora no século XXI: saúde-doença dos trabalhadores e trabalhadoras.
  • Formas de Organização das Classes: partidos, sindicatos, associações empresariais e movimentos sociais.

 Professores do programa que compõem o Núcleo de Estudos Críticos Trabalho e Marxologia (NEC-TRAMA):

  •  Deise Luiza da Silva Ferraz

 

*  Núcleo de Estudos em Participação e Subjetividade (NEPS)

Núcleo de Estudos em Participação e Subjetividade (NEPS) é um espaço para construção crítica e interdisciplinar do conhecimento, que tem como objetivo construir caminhos éticos e alternativos para organizações e grupos sociais. As pesquisas realizadas pelo NEPS exploram abordagens como a Teoria Crítica e a Psicanálise, privilegiando enfoques metodológicos qualitativos e dialéticos e incentivando estudos teóricos, empíricos, bem como mediações sócio-analíticas por meio da pesquisa-ação. 

 Os principais temas de pesquisa são:

  •  Movimentos Sociais, Participação Social e Ciberdemocracia.
  • Experiências Alternativas, Economia Solidária e Tecnologias Sociais.
  • Gestão Dialógica, Gestão Colaborativa e Autogestão.
  • Subjetividade, Psicossociologia e Psicanálise de Grupos e Organizações.

 Professores do programa que compõem o Núcleo de Estudos em Participação e Subjetividade (NEPS):

  •  Ana Paula Paes de Paula

 

*  Núcleo de Estudos de Gestão Pública (NEGP)

 O Núcleo de Estudos de Gestão Pública (NEGP) tem com objetivo realizar estudos sobre a Administração Pública relacionados aos seguintes temas com exemplos de tópicos:

  •  Governança pública – investiga a capacidade estatal tanto na gestão quanto no processo de políticas pública, os mecanismos e procedimentos capazes de expandir os meios de interlocução, a participação social e a administração do jogo de interesses nas parceiras público-privado, a formação e gestão de redes, descentralização, accountability, controle social e a influência da governança na gestão.
  • Gestão de políticas públicas – investiga a utilização de técnicas e ferramentas gerenciais voltadas para aprimoramento do processo de políticas públicas, avaliação de políticas, análise de parcerias com organizações da sociedade civil e avalia a inserção da sociedade civil nessas iniciativas.
  • Inovação na gestão pública – investiga e avalia experiências inovadoras de gestão pública, de participação social à modernização administrativa, espaços deliberativos, descentralização, parcerias com organizações da sociedade civil na prestação de serviços e iniciativas de transformação da administração pública.
  • Gestão e atuação de organizações da sociedade civil – investiga os processos gerenciais de organizações da sociedade civil voltadas para o interesse público como ONGs, fundações, associações e outra entidades do chamado Terceiro Setor, bem como seus esquemas de ação em relação aos públicos beneficiários e às organizações parceiras.

 Professores do Programa que compõem o Núcleo de Estudos de Gestão Pública (NEGP):

  •  Ivan Beck Ckagnazaroff

 

 *  Núcleo de Estudos sobre Comportamento, Pessoas e Organizações (NECOP)

 O Núcleo de Estudos sobre Comportamento, Pessoas e Organizações (NECOP) constitui um espaço interdisciplinar de construção de conhecimento científico e seu aprofundamento a respeito do comportamento humano e da gestão de pessoas em organizações, independentemente do seu nível de formalização, focalizando no trabalho e nos trabalhadores. Para tanto, ele conta com pesquisadores de formações diversas (Psicologia, Sociologia, Administração, Economia, Pedagogia, dentre outros), cujas pesquisas centram-se em perspectivas funcionalistas e interpretativistas, visando desnudar faces da realidade e, com isso, contribuir para o reconhecimento do trabalhador e de seu trabalho. Nesse sentido, o núcleo propõe desenvolver pesquisa e promover ensino e extensão em dois campos temáticos: Comportamento Humano e Gestão de Pessoas. Tendo como objetivo principal a compreensão do comportamento das pessoas no âmbito das organizações contemporâneas, o NECOP é constituído por duas linhas de pesquisa que se complementam, a saber:

  •  Comportamento Humano: estudos sobre temas intitulados “clássicos” (como Motivação, Processo Decisório, Liderança, Comunicação, Conflito, Mudança e Cultura), “tradicionais” (como Qualidade de Vida, Estresse e Comprometimento) e “emergentes” (como Burnout, Vínculos, Atitudes Retaliatórias, Justiça Organizacional, Valores Pessoais, Organizacionais, do Trabalho, Profissionais, Prazer e Sofrimento no Trabalho, dentre outros);
  • Gestão de Pessoas: estudos sobre atividades tradicionais (Recrutamento e Seleção, Treinamento e Desenvolvimento, Remuneração e Benefícios, Cargos e Carreiras, Avaliação Funcional, Saúde e Segurança Ocupacional) e contemporâneas de gestão de pessoas (Competências Profissionais e Laborais, Gestão de/por Competências, Diversidade, dentre outros), incluindo-se Função Gerencial.

 Professores do Programa que compõem o Núcleo de Estudos sobre Comportamento, Pessoas e Organizações (NECOP):

  •  Kely César Martins de Paiva