Objetivos do curso

a) Buscar a formação de recursos humanos de alto nível para contribuir efetivamente no desenvolvimento do conhecimento de fronteira em ciência na área de Administração;

b) Promover avanços significativos de conhecimento na área de Administração;

c) Buscar constantemente a consolidação de grupos de pesquisa existentes e formação de novos grupos;

d) Buscar a ampla difusão do conhecimento científico em meios adequados.

Filosofia do curso

O curso está voltado para o desenvolvimento do conhecimento na Área de Administração.
A atividade central do programa é a tese de doutorado, devendo a organização das demais atividades contribuir para a capacitação e a formação do aluno, possibilitando a elaboração de um trabalho de alta qualidade. Através deste trabalho, o aluno deverá mostrar domínio não somente do tema escolhido, mas também um conhecimento teórico amplo da linha de pesquisa em que se insere.

A tese deverá demonstrar originalidade no tratamento do tema e trazer contribuições para a teoria e práticas administrativas. O domínio da metodologia escolhida é fundamental, mas é importante também que o candidato ao título demonstre conhecimento de metodologias alternativas.

Com essa ênfase, as disciplinas e matérias específicas são orientadas de forma complementar e colaborar aos objetivos da tese, bem como do desenvolvimento da Linha de Pesquisa. Consequentemente, os cursos oferecidos focalizarão questões epistemológicas, de métodos de pesquisa, de prática de docência, além de disciplinas cujo conteúdo contribuam para o domínio teórico e consequentemente da Linha de Pesquisa da Tese.

Como o curso é fundamentalmente dirigido à formação mais profunda do pesquisador/professor e a produção científica, a qualidade do programa fica estruturada, de um lado, na capacidade de trabalho em equipe do aluno e na orientação dos professores e, de outro, na qualidade da tese e da produção acadêmica.
O programa estabelece como política normativa que os alunos de doutorado devem produzir cientificamente com seus orientadores.
A atuação do Colegiado do Curso de Doutorado na monitoração do programa do estudante será fundamental para o sucesso do aluno e do Curso de Doutorado como um todo. O Colegiado instituiu mecanismos de acompanhamento do aluno, bem como da eficiência do trabalho orientador/estudante. Dessa forma, o Colegiado avaliará anualmente cada Doutorando quanto a:

cumprimento das disciplinas e respectivos conceitos;
desenvolvimento do trabalho de tese;
participação nas Atividades Extra-Curriculares do CEPEAD;
avaliação da produção acadêmica;
participação nas atividades do grupo de pesquisa;
participação nas atividades didáticas;
desempenho do aluno no Exame de Qualificação, quando for o caso;
desempenho do aluno no Projeto de Tese, quando for o caso;
dedicação ao Curso;
recomendação ou não a permanência do mesmo no Curso.
Cabe ao Colegiado promover atividades que venham ajudar e favorecer o desenvolvimento da produção científica, tendo por objetivo, além da tese de doutorado - que poderá ser transformada em livro - a produção de, no mínimo, um paper publicado por ano pelo aluno de doutorado.

Duração do curso

O curso de Doutorado em Administração tem a duração mínima de dois e máxima de quatro anos, iniciando-se no primeiro semestre de cada ano.

Público alvo

Profissionais predominantemente com disposição para trabalhar na fronteira do conhecimento, com capacidade para tratamento e resolução de problemas complexos na área de ciências sociais aplicadas a interesse em carreira de pesquisador. Preferencialmente com o grau de mestre concluído em alguma das várias linhas de conhecimento e que tenham condições de dedicarem-se ao trabalho de pesquisa por período de até quatro anos.
O Programa admite candidatos de várias áreas de formação e de conhecimento, devidamente credenciados e que interessem em contribuir para a área de administração.

Número de vagas

Serão oferecidas, para ingresso no 1º semestre de 2015, 28 (vinte e oito) vagas com a seguinte distribuição entre as Linhas de Pesquisa: 08 (oito) vagas para a Linha de Pesquisa Finanças; 05 (cinco) vagas para a Linha de Pesquisa Gestão de Pessoas e Comportamento Organizacional; 07 (sete) vagas para a Linha de Pesquisa Estudos Organizacionais e Sociedade; e 08 (oito) vagas para a Linha de Pesquisa Mercadologia, Administração Estratégica e Operações.

Obrigações dos alunos

1. Integrar aos núcleos de pesquisa ligados ao seu tema de tese. A integração se dará pelo compartilhamento de experiências já desenvolvidas e em desenvolvimento no núcleo, acervo bibliográfico local e aprendizado compartilhado entre seus membros. Essas atividades atribuem créditos (até o limite de 02 (dois) créditos) aos alunos, conforme indicação do orientador e homologado pela comissão coordenadora do doutorado.

2. Participar de atividades Extra-Curriculares programadas pelo CEPEAD de interesse de sua Linha de Pesquisa, tais como, reuniões de pesquisa, defesas de dissertações ou teses, conferências e outras atividades.

3. Todos os alunos matriculados no Curso de Doutorado (bolsistas ou não) deverão efetuar a atividade Estágio Docente. Corresponde a 60 horas durante o Curso, em programas didáticos realizados no âmbito do Departamento de Ciências Administrativas, relacionadas à sua Linha de Pesquisa, ou temas correlatos, como subsídio à sua formação pedagógica, de comum acordo com o Orientador. As atividades didáticas serão desenvolvidas pelos doutorandos, sob a orientação do orientador, incluindo tanto disciplinas, seminários ou tópicos especiais oferecidos para os alunos de Graduação

4. A produção acadêmica é uma atividade altamente recomendável para o aluno de Doutorado. O aluno que escrever artigo(s) (ou comunicação de pesquisa) na linha de pesquisa de seu trabalho de tese, durante o período regular de Curso e tiver sua apresentação aprovada em congressos ou revistas indexadas, fará jus à pontuação de crédito(s) (1 crédito por artigo até o limite de 3 (três) créditos). O pedido de atribuição de créditos será feito pelo aluno, com anuência do orientador.

Princípios éticos
1 - O aluno deverá discutir com o orientador qualquer trabalho de natureza científica que envolver colaboração ou ajuda de terceiros no trabalho de tese ou em publicações.

2 - O aluno não deverá interferir nas atividades que estiverem sendo desenvolvidas pelo grupo de pesquisa (Ex: através da contratação de serviços ou horas de secretárias ou de bolsistas, ou fazer indicações para ocupação de posições de trabalho em outras instituições, durante a vigência do contrato e sem o conhecimento do orientador).

3 - Para qualquer trabalho em colaboração com o orientador, o aluno deverá discutir com o mesmo como ficará determinada a autoria do trabalho.

4 - Em qualquer menção do trabalho de tese pela imprensa em outros meios, deverá o aluno fazer referência ao seu orientador, ao grupo de pesquisa, ao CEPEAD e à UFMG.

5 - O aluno não poderá publicar qualquer trabalho sobre o tema da tese em reunião científica ou demais veículos de investigação sem a prévia anuência do orientador.

6 - Solicitações de troca de orientador devem primeiramente ser discutidas com o mesmo.

7 - Cabe ao orientador decidir sobre a formação das bancas examinadoras e fazer o convite formal ao mesmo para participação no exame e defesas.

8 - O trabalho de tese do aluno, assim como suas atribuições sobre os assuntos da tese, devem fazer referências ao trabalho do orientador. O trabalho de tese do aluno deverá conter também referências ao trabalho dos examinadores, principalmente nos casos em que o mesmo já tenha publicações sobre o assunto.